Auto de reflexão




 Mais um ano esta terminando e não estou aqui pra desejar Feliz Natal ou Feliz Ano Novo, pois seria muita hipocrisia nutrir sentimentos tão sem nexo, ainda mais por datas que perderam totalmente o sentido para minha pessoa e poucas pessoas ouviriam essas felicitações da minha boca de modo sincero e verdadeiro. Escrevo essas linhas simplesmente para uma, alto crítica que irei dividir junto com vocês.

Um ano de muitas expectativas mais no plano profissional do que no pessoal, havia pra mim um novo desafio que era ministrar aulas onde estudei com a finalidade na época de passar no vestibular. Consegui passar por essa “prova” pode não ter sido com louvor, mas com a sensação de dever comprido e muito feliz pela oportunidade dada pela minha coordenação e claro é uma pessoa que ainda por cima é amiga e sempre terá meu respeito. Como sabemos nem tudo são flores tive decepções também, principalmente por que no profissional “comprei” uma brinca que se mostrou no final desculpe a palavra uma BURRICE de proporções gigantescas, que não me arrependo nem um pouco. No final das contas mostrou-me somente em que devo confiar. 

No campo pessoal não me arrependo de nenhuma palavra ou opinião dada quem pede desculpas por isso é um covarde, não me importa a opinião dos outros que não gostam de ouvir. Tenho gratidão por muitas pessoas que não vou citar nomes para não ser deselegante com ninguém, tem aqueles (as) que não desejo mau, mas também não tem algo mínimo que é meu respeito por atos e palavras, não sou melhor do que ninguém e também não sou o pior dos seres humanos. Reconheço que posso ter usados palavras que não se deveriam ter sido ditas, mas também não as retiro.

Diante disso não posso esquecer-me de agradecer a Deus (respeitem minha fé) por ter uma família que sempre e apoia a minha namorada que me aguenta já faz alguns anos e especialmente as pessoas que me ajudaram durante esse ano de 2013 com palavras amigas de incentivo ou corrigindo algo de errado que eu possa ter feito nesse período obrigado a todos.

A inteligência assusta... sábio é aquele que se cala e deixa muita coisa passar.
 
Até a próxima. 

Ass: Emerson Ricardo Rodrigues da Silva




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS INJUSTIÇADOS – A CENSURA À MÚSICA BREGA NA DITADURA MILITAR

Relatos de um desastre anunciado

Resumo: África Pré-Colonial