Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

O Segredo de Fidel castro Illuminati??

Imagem

O homem contratado para fazer sexo com adolescentes

Imagem
Image captionEm algumas regiões do Malauí, no leste da África, meninas são obrigadas a fazer sexo com os chamados 'hienas'Em algumas regiões remotas no sul do Malauí, no leste da África, é comum que os pais de meninas paguem por sexo com um homem chamado "hiena" quando chegam à puberdade. A prática não é vista pelos mais velhos como estupro, mas como uma espécie de ritual de "purificação". No entanto, pode ter o efeito contrário: transmitir doenças. O repórter da BBC Ed Butler conversou com um desses homens. Confira. ATUALIZAÇÃO: Após a publicação desta reportagem, o presidente do Malauí determinou a prisão do "hiena". Homem pago para fazer sexo com meninas é preso por ordem do presidente do Malauí Encontro com Eric Aniva no pátio empoeirado de seu casebre de três quartos no distrito de Nsanje, no sul do Malauí. Cabras e galinhas passeiam pelo chão de terra batida. Vestindo uma camisa verde encardida, ele vem na minha direção mancando – diz ser um pr…

O dia seguinte ao fim da escravidão

Imagem
Imagine um amigo seu ou um parente que fosse tratado como um animal. Imagine as pessoas que você ama vivendo sem ter nenhum direito, podendo ser vendidos, trocados, castigados, mutilados ou mesmo mortos sem que ninguém ou nenhuma instituição pudesse intervir em seu favor. Por Douglas Belchior Do Negro Belchior Imagine você, seu pai, sua mãe ou seu filho sendo tratados como coisa qualquer, como um porco, um cavalo, ou um cachorro. Imagine sua filha sendo levada ou mesmo ao seu lado, estuprada, todos os dias e depois, grávida à serventia do negócio de seu dono. Clóvis Moura (Moura, 1989, p.15-16), faz o relato sem personagens. Eu os incluí para pedir que imagine. Você que já chorou diante das cenas que remetem o sofrimento de Jesus Cristo, na sexta feira da paixão; Você que fechou os olhos frente às fortes imagens de Django Livre; Você que se emocionou com 12 anos de escravidão, imagine. Imagine – e saiba – que teu país e as riquezas que o conformam existem em função de quatro séculos …

O mito da preguiça baiana, trabalho e racismo

Imagem
A invenção da indolência

Tese que denuncia o racismo embutido no mito da preguiça baiana vai sair em livro

Do Sessão

Fabrício Marques

Certos baianos, quando são chamados de preguiçosos, tomam até como elogio. Dorival Caymmi e Gilberto Gil, por exemplo, assumiram com galhardia a malemolência que lhes é atribuída. A proverbial preguiça, argumentam, é um traço de identidade cultural da Bahia, expressão de um modo de vida em que o trabalho não precisa opor-se ao lazer. Segundo a tese O mito da preguiça baiana, defendida na Universidade de São Paulo (USP) em 1998 pela antropóloga Elisete Zanlorenzi, a origem desse estereótipo nada tem de benigno. Foi engendrado pela elite da Bahia com o objetivo de depreciar os negros, a maioria esmagadora da população local. Isso remonta aos tempos da escravidão e ganhou fôlego em reação à Lei Áurea. Defendida em 1998, a tese teve repercussão dentro e fora do ambiente acadêmico, mas só agora será publicada na forma de livro, com lançamento programado par…

Roda Viva - Leandro Karnal, Pondé, Cauê Moura, PC Siqueira, Dani Noce, Cuenca...

Imagem