Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

Ex agente explica como USA dominará Venezuela após morte de Hugo Chavez.

Imagem

"Somos todos Latuff e Porchat!"

Imagem
Somos todos Latuff e Porchat! – “Não estamos incitando a violência, mas, bem que esse merda do Fabio Porchat deveria levar umas belas de umas porradas por esta humilhação que proferiu contra os policiais militares.” Depois do cartoonista Carlos Latuff desta vez a fúria da polícia militar está a ser dirigida contra Fábio Porchat. A razão? Um vídeo onde o humorista se limita a imitar o trato com o qual estes filhos da puta habituaram, sobretudo os mais pobres, no Brasil. No caso, a inteligência falou mais alto que a prepotência e os únicos a “levar umas belas de umas porradas” foi a moral e a auto-estima dos cães de fila. Somos todos Latuff e Porchat!
http://obeissancemorte.wordpress.com/2014/02/09/somos-todos-latuff-e-porchat-nao-estamos-incitando-a-violencia-mas-bem-que-esse-merda-do-fabio-porchat-deveria-levar-umas-belas-de-umas-porradas-por-esta-humilhacao-que-proferiu-contra-os-polic/

Acabou o ciclo do PT?

Imagem
Dilma mantem alto apoio popular, é favorita para reeleger-se este ano, os índices sociais são melhores ainda do que quando a economia crescia mais. por Emir Sader em 31/01/2014 às 06:59



A cantilena volta a cada eleição. Em 2006, nem era preciso, porque o ciclo seria cortado logo no início, se as previsões da oposição de que, depois da campanha midiática contra o governo e o PT e o estrangulamento de recursos no Congresso, dessem certo.

Não contavam com a astúcia do governo Lula, que já podia contar com os resultados da prioridade do social, que havia acertado a mão com as políticas sociais e pôde derrotar de novo a oposição. Em 2010 então, os que teorizavam que era o lulismo o que segurava o governo, se entusiasmavam com a possibilidade de voltarem a governar, amparados na “científica” previsão do diretor do Ibope e na galhofa de que a Dilma era um poste.

A eleição da Dilma permitiu demonstrar como o esquema de governo valia mais alem do “lulismo”, mantendo e in…

Batmacumba - Rita Lee, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Tom Zé

Imagem
Reunião dos artistas para lembrar a Tropicália no VMB de 1999.

Livro traz reflexões sobre a igualdade racial no Brasil

Imagem
Livro traz reflexões sobre a igualdade racial no Brasil Publicação, editada pelo Ipea, foi lançada nesta segunda-feira, em Brasília, durante a sextaª edição do festival “Latinidades”

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) lançou nesta segunda-feira, em Brasília, o livro Igualdade Racial no Brasil - Reflexões no Ano Internacional dos Afrodescendentes, durante a programação da sexta edição do Latinidades – Festival da Mulher Afro Latino Americana e Caribenha. A obra reúne dez artigos de pesquisadores, técnicos, gestores e militantes de diversas instituições, que abordam temáticas variadas e de diferentes perspectivas sobre a questão racial.

De autoria de Tatiana Dias Silva, pesquisadora do Ipea, o primeiro capítulo, Panorama social da população negra, apresenta uma visão geral sobre a situação dos negros, dispondo de informações nos campos da educação e do trabalho.

O trabalho doméstico, majoritariamente exercido por mulheres, em especial negras, é objeto de análise dos…

No meio do caminho tinha um menino (amarrado ao poste)

No meio do caminho tinha um menino

No meio do caminho tinha um menino (amarrado ao poste)
Por Rosiane Rodrigues
Reproduzido da Afropress

No meio do caminho tinha um menino (amarrado ao poste)
Tinha um menino (amarrado ao poste) no meio do caminho
A cena chocou. É possível que o motivo da consternação tenha sido o local da ação e não a ação em si. Sim. Um menino, amarrado ao poste, em uma rua da Zona Sul do Rio de Janeiro, não é um fato comum. Meninos, amarrados em postes, baleados, espancados, violentados não cabem na paisagem da Zona Sul da cidade. Essas devem ser imagens periféricas, cotidianas das favelas, dos subúrbios. Imagens de barbárie que já não chocam nem causam espanto aos olhos dos que estão – e devem continuar – à margem.
"O 'menino amarrado ao poste' deu sorte. Ele poderia estar morto. Se assim fosse, seria mais um a entrar para a estatística da barbárie cometida diuturnamente, nos becos e vielas em todo País" O "menino amarrado ao poste&qu…

Sem photoshop e produção.

Imagem
De biquíni e maiô, gordinhas famosas fazem manifesto contra o preconceito

Cacau Protásio, Simone Gutierrez, Mariana Xavier e Fabiana Karla aparecem se divertindo em praia: 'Livre-se da canga e curta o verão'.
Por: Carol Marques

Lindas e fora dos padrões. E daí? Cacau Protásio, Simone Gutierrez, Mariana Xavier e Fabiana Karla posaram juntas e de roupa de banho - ou seja, usando biquíni e maiô - na última sexta-feira, 31, na Prainha, na Zona Oeste do Rio, para um manifesto bem-humorado e consciente contra o preconceito às formas voluptuosas de grande parte da população brasileira.

Orgulhoso, o quarteto postou - cada uma em seu próprio Instagram - a mesma foto em que aparecem felizes, se divertindo e jogando suas cangas para o alto, na manhã desta segunda-feira, 3. "Queremos dizer para as mulheres comuns que não é preciso ter um corpo de verão. É preciso ter um corpo e aproveitar o verão sem neurose", conta Mariana Xavier, atriz de "Minha mãe é uma peç…

"A I Guerra Mundial seria hoje impossível na Europa"

Imagem
por Abel Coelho de Morais30 janeiro 2014 O historiador francês Nicolas Offenstadt que fala hoje sobre a origem e significado da I Guerra mundial no IFP, em Lisboa Fotografia © D.R.
O continente europeu está hoje muito diferente daquilo que era no momento em que eclodiu a Grande Guerra, defende o historiador Nicolas Offenstadt que hoje profere às 19.00 no Instituto Francês, em Lisboa, uma conferência sobre o tema, em que intervém também Nuno Severiano Teixeira. Diferença fundamental face a 1914: a existência do eixo franco-alemão 

Como podemos hoje explicar as origens da Grande Guerra?
Para compreender a Primeira Guerra Mundial é preciso entrecruzar três tempos: o tempo longo das rivalidades entre as grandes potências desde há muitas décadas na Europa, o tempo médio das tensões entre o início do século e 1914 (crise bosníaca, crises marroquinas, guerras nos Balcãs...) e a corrida às armas associadas àquelas e o tempo curto da crise do verão de 1914. É o conjunto destes tr…

Lutar por beijo gay na TV? Só se for beijo grego… por Nilton Luz

Imagem
A campanha pelo beijo gay voltou com força total na atual novela do horário das 20h da Globo, “Amor à Vida”. Como aconteceu no final de quase todas as suas antecessoras dos últimos anos. De resultado concreto até agora, apenas a promoção da emissora e a necessidade de explicar porque alguns de nós, militantes das diversidades sexuais, não aderimos a ela.
O casal da vez é o ex-vilão Félix, promovido a mocinho “fofo”, segundo uma campanha pelo beijo entre ele e a “bicha burra” Nikko. O público telespectador das novelas da Globo é extramente conservador, bem diferente de produções culturais de outras tevês mundo afora, e está crescendo na TV brasileira em paralelo à expansão política e cultural dos evangélicos no país. Félix e Nikko conseguiram um feito inédito ao conquistá-los, o que reacendeu a campanha. Inicialmente, é preciso desmistificar a ideia de que a televisão é fútil. Ela ainda é o veículo de comunicação mais influente. Como alcança todos os públicos, direta …

The Scorpions-Under the same sun(legenda em portugues) Para refletir.

Imagem
De volta aos trabalhos nesse 2014 com grandes ambiçõe e planos. Coloco esse vídeo para uma reflexão do mundo caótico e cada mais violento há nossa volta