Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Ex-Babá brasileira virou professora universitária e luta por direitos dos domésticos nos EUA

Imagem
Há 20 anos, a brasileira Natalicia Tracy desembarcou nos EUA acompanhada de um casal de médicos, também brasileiros, que a contrataram para ser babá por um período de dois anos, enquanto eles realizariam pesquisas em um hospital de Boston.
Ela pretendia aproveitar a oportunidade para ir à escola, aprender inglês e, assim, procurar um novo emprego quando voltasse. Porém, foi impedida de estudar, de falar com a família e submetida a condições degradantes. Hoje, ela é ativista, diretora do Centro do Imigrante Brasileiro em Massachusetts e Connecticut e uma das lideranças na ampliação dos direitos dos trabalhadores domésticos no país. Leia o depoimento dela:
*
Eu entrei nos Estados Unidos há 20 anos com documentação em dia: tinha um visto pelo contrato de babá para cuidar da criança de um casal de médicos brasileiros, que veio morar aqui para desenvolver pesquisas em um hospital em Boston.
Quando ainda estávamos no Brasil, eles me prometeram que eu poderia estudar, conhecer…

"É difícil encontrar empresa que não tenha financiado o golpe"

Comissão da Verdade da Câmara Municipal ouviu de Paulo Egydio Martins, que governou o estado de São Paulo entre 1975 e 1979 27/11/2013 Rodrigo Gomes,
da RBA
O ex-governador "biônico" de São Paulo, Paulo Egydio Martins, que comandou o estado entre 1975 e 1979, durante a ditadura, afirmou ontem (26) que muitas empresas financiaram o golpe contra João Goulart, presidente deposto pelo golpe em 1º de abril de 1964. "É difícil encontrar alguém que não tenha financiado a conspiração", disse, em depoimento à Comissão da Verdade da Câmara Municipal de São Paulo. "O volume de dinheiro repassado aos coronéis aumentava a cada discurso inflamado do Jango”, disse Paulo Egydio.
Segundo o ex-governador, os empresários usavam dinheiro de caixa dois nessas doações. "Ninguém doava dinheiro de lucro", afirmou. No depoimento, ele negou que soubesse do financiamento dos órgãos de tortura e da própria estrutura da ditadura.
Egydio afirmou que fazia parte do n…

A representação social da mulher negra nos programas de TV: do estereótipo à sexualização

Imagem
Novembro Negro. Semana da Consciência Negra. Esse foi o advento que originou esse post.
Esse texto é uma versão revista e ampliada de uma palestra proferida por mim no dia 13 de novembro de 2013,na abertura da Semana da Consciência Negra da Escola Municipal da P....

Ao ver a imagem acima, pergunto: Qual mulher negra ao ver essa imagem consegue se identificar, ou melhor, quantas de nós, mulheres negras, olhamos no espelho e nos vemos desse jeito?
Imagino que a resposta das mulheres pretas que lerão esse post será negativa. Não. Eu não me identifico com essa imagem. Ou, não. Eu não sou o que vejo na imagem. Pois bem, é com essa enquete que levantarei alguns pontos pertinentes à representação social da mulher negra nos programas da televisão brasileira. Para tanto, farei uma breve digressão ao nosso passado escravista, a fim de compor o cabedal teórico suficiente para coadunar os pontos do que será apresentado adiante.
O Brasil viveu mais de trezentos anos, mais precisamente,…

Atenção Comissão da Verdade

Imagem
PRESO E TORTURADO: Rui Medeiros revela: “O pensamento que tinha era de suicidar” Rui Medeiros, historiador, advogado, professor, ex-preso político, torturado pelo regime militar Filho de militar, professor universitário e preso político durante o regime ditatorial que vigorou no Brasil entre 1964 e 1985, o advogado Rui Medeiros prestou um rico depoimento à Comissão da Verdade de Vitória da Conquista, revelando, com detalhes de quem possui uma prodigiosa memória e de quem foi protagonista, todo o conjunto de situações a que eram submetidos os presos políticos dentro dos quartéis. Também membro da Comissão Municipal da Verdade, para cuja instalação foi um entusiasta de primeira hora, Rui é conselheiro federal da OAB, sendo vice-presidente da Comissão Especial da Memória, Verdade e Justiça da instituição. Rui Medeiros foi preso e torturado graças à sua participação em movimentos de resistência ao regime. A primeira prisão ocorreu em 1968, quando protestava em defe…

Brasil: A CORRUPÇÃO E OS CORRUPTOS!

"Vivemos uma verdadeira crise de democracia representativa. Chegamos num momento em que os índices de confiabilidade na democracia indireta são muito baixos, isso no mundo inteiro, principalmente no Brasil, reconhecido no mundo como o país da corrupção e da impunidade. E pelo menos duas das razões contribuem para isso: A corrupção, que no Brasil é cultural, é algo endêmico, é do POVO (se por um lado a festividade é boa, de outro, é ruim, pois tudo acaba em festa, não se consegue uma autocrítica, não se enfrenta o problema de frente); e os partidos políticos, os quais são meros facilitadores do voto. Falta um projeto global de governo. O parlamento não tem uma visão do todo. Há patente erosão das bases de identificação do voto entre aquele vota e aquele que exerce o mandato. Além disso, no Brasil, o mensalão representou um verdadeiro golpe de estado, um atentado contra democracia, na medida em que, com o sistema de compra de votos dos parlamentares, criou-se uma fal…

20 de novembro...

Imagem
Mais de 300 anos após morte de Zumbi, negro ainda sofre com discriminação
Cavalcante (GO) – Quilombo Kalunga, Comunidade Engenho II. Na foto, Sirilo dos Santos Rosa, presidente da Associação Quilombo Kalunga (Valter Campanato/ABr) Comemorado nesta quarta-feira (20), data da morte de Zumbi dos Palmares, o Dia da Consciência Negra deve servir para que os brasileiros reflitam sobre a desigualdade, a intolerância e o preconceito ainda existentes na sociedade. É o que revela nota técnica do Instittuto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) ao mostrar, por exemplo, que, em Alagoas, os homicídios reduziram a expectativa de vida de homens negros em quatro anos.
A nota Vidas Perdidas e Racismo no Brasil aponta que, além de Alagoas, estados como o Espírito Santo e a Paraíba concentram o maior número de negros vítimas de homicídio. ““Enquanto a simples contagem da taxa de mortos por ações violentas não leva em conta o momento em que se deu a vitimização, a perda de expectativa de vi…

Censo de 1872, único a registrar população escrava, está disponível

Formulário usado no censo de 1872, o primeiro feito no Brasil Divulgação
RIO - Num Brasil imperial de dimensões continentais e grandes desafios logísticos, o primeiro levantamento populacional foi realizado com sucesso em 1872, como parte das políticas inovadoras de D. Pedro II. O recenseamento é considerado, mesmo para os padrões atuais, bastante completo: traz o único registro oficial da população escrava nacional, os imigrantes separados por nacionalidade e faz ainda um inventário inédito dos grupos indígenas.

Agora, pela primeira vez, ele teve as contas (originalmente feitas a mão) corrigidas e está disponível na internet, facilitando o cruzamento de dados do passado e do presente, revelando as intensas modificações pelas quais o país passou nesses 141 anos.

A análise dos números mostra um país essencialmente rural, de população predominantemente negra e mestiça, com uma parcela ainda significativa de escravos (15%). Revela também o início da política de “embranqu…

Mais uma da "poderosa:" Preconceito da Rede Globo contra a Região Nordeste na novela “Joia Rara”

Uma personagem da novela Joia Rara da Rede Globo pronunciou por duas vezes uma frase muito preconceituosa contra a Região Nordeste do Brasil no transcorrer do capítulo 50. “O Nordeste é atrasado demais para uma pessoa preparada que nem eu”. Veja o vídeo:


Fazendeiros farão leilão para financiar "resistência" contra indígenas

'De galinha a vaca OP [gado de Origem Pura', os recursos seriam destinados a ações de combate às ocupações de terras por indígenas no estado  sul-mato-grossense 18/11/2013 Ruy Sposati, de Campo Grande (MS) Fazendeiros do Mato Grosso do Sul irão leiloar "de galinha a vaca OP [gado de Origem Pura]" para financiar a luta contra indígenas. Na última quarta-feira (13), ruralistas se reuniram na Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), em Campo Grande, para organizar o "Leilão da Resistência", evento cujos recursos serão destinados a ações de combate às ocupações de terras por indígenas no estado.  Após as mal-sucedidas negociações com o governo federal e indígenas, produtores da região têm se pronunciado de maneira virulenta sobre a questão fundiária no estado - e sobre quais serão os próximos passos dos ruralistas na "resistência" contra o avanço das ocupações indígenas.  No último dia 7, em reunião realizada na Acrissul…

Neonazista descobre ao vivo em programa de TV que é 14% negro

Imagem
Líder de movimento de supremacia branca não gostou da notícia que recebeu, ao vivo, em um programa de TV. O resultado de DNA que apontou 14% de traços negros gerou risos descontrolados na plateia e o deboche da apresentadora. Assista abaixo Craig Cobb, supremacista branco, descobre que é 14% negro (reprodução) Um supremacista branco que lidera uma iniciativa para transformar a cidade do Estado americano de Dakota do Norte em um “enclave branco” não gostou muito de uma notícia que recebeu ontem, ao vivo, em um programa de TV.

Craig Cobb era um dos convidados de um talk show britânico quando soube que ele não é 100% branco. Um teste de DNA achou 14% de traços da África Subsaariana. Quando a apresentadora começou a ler o resultado, e falou que Cobb era “86% europeu”, a outra convidada, que era negra, começou a rir descontroladamente.
Trisha Goddard, a apresentadora, seguiu lendo o resultado do teste. Para espanto do supremacista, ele ouviu ser 14% negro. “Espera um pouco”, diss…

Marighella ganha homenagem no local onde foi assassinado pela ditadura

Imagem
Pela versão oficial, Marighella foi morto em um tiroteio entre agentes policiais do Dops) e membros da ANL São Paulo – A Comissão da Verdade do Estado de São Paulo Rubens Paiva e a viúva de Carlos Marighella, Clara Charf, fizeram hoje (4) um ato na Alameda Casa Branca, na região da Avenida Paulista, para lembrar a data do assassinato do militante, ocorrido nessa rua há 44 anos, durante uma emboscada da polícia. De acordo com a versão oficial, Marighella foi morto em um tiroteio entre agentes policiais do Departamento de Ordem Política e Social (Dops) de São Paulo e membros da Ação Libertadora Nacional (ALN), organização que liderava.

De acordo com Clara Charf, o importante da homenagem é marcar uma posição perante a história, porque muitas pessoas não sabem que Marighella foi morto naquela rua, em 4 de novembro de 1969. “Ele veio se encontrar com os padres [frades dominicanos que simpatizavam com a causa] porque queria que ajudassem a tirar os perseguidos políticos do país…

Xenofobia em Santa Catarina: Carta ameaça baianos de cidade em Santa Catarina

Imagem
Baianos que moram na cidade de Brusque, em Santa Catarina, são alvos de um grupo de moradores do local, segundo carta de aviso que circula na internet nos últimos dias.

Fonte: http://www.blogdaresenhageral.com.br/carta-ameaca-baianos-de-cidade-em-santa-catarina/

"Quando as vítimas de outrora se transformam em agressores bárbaros"

Imagem
O triste fim das viúvas da ocupação Quando as vítimas de outrora se transformam em agressores bárbaros – As execuções humilhantes e brutais das mulheres que se relacionaram com soldados alemães nas mãos de seus próprios concidadãos O calvário das viúvas da ocupação Mdig
Após a liberação dos territórios ocupados pelos alemães dos países europeus, milhares de mulheres que tinham relacionamentos com soldados alemães foram expostas a execuções humilhantes e brutais nas mãos de seus próprios concidadãos. Era a “Épuration Légale” (“purga legal”), a onda de julgamentos oficiais que se seguiu à liberação da França e da queda do Regime de Vichy. Estes julgamentos foram realizados em grande parte entre 1944 e 1949, com ações legais que perduraram por décadas depois.
Ao contrário dos Julgamentos de Nuremberg, a “Épuration Légale” foi conduzida como um assunto interno francês. Aproximadamente 300.000 casos foram investigados, alcançando os mais altos níveis do governo colaboracionista…